Publicidade

terça-feira, 20 de março de 2012 Direto de Miami, Entrevistas, Miami | 09:17

Brasileiro é escolhido melhor professor do ano de todo condado de Miami-Dade

Compartilhe: Twitter

Alexandre Lopes com as crianças do programa de inclusão que criou na escola Carol City Elementary, em Miami. Foto de Carla Guarilha.

Um brasileiro está fazendo história nos EUA com um projeto de inclusão em escolas: Alexandre Lopes recebeu o prêmio de Melhor Professor do Ano de Miami-Dade.

Ele foi escolhido entre 24 mil professores de todas as escolas públicas do condado.  O processo de seleção é longo e incorpora diversos aspectos do professor, fora e dentro da sala de aula, desde o seu método de ensino à filosofia e politica educacional.

“É um orgulho, uma honra muito, muito grande deles terem escolhido neste país um brasileiro nascido e criado no Brasil”, diz ele.   “Foi um processo intenso de seleção.  “Não foi só pré-escola, não foi só no departamento de crianças especiais, não foi só entre os latinos.  Eu competi em termos de igualdade com todos os professores daqui”.

Lopes ganhou um Toyota novinho, US$5.500 e uma bolsa de estudos na Nova University – que ele abriu mão pois já está cursando o doutorado na Florida International University.

Lopes com seu novo Toyota. Foto de Carla Guarilha.

Mas para ele, o mais importante foi receber o troféu, que simboliza o reconhecimento do seu trabalho. E as homenagens não param. Hoje, Alexandre vai receber uma homenagem de Bárbara J. Jordan, representante de um dos condados de Miami-Dade.

Troféu de Melhor Professor do Ano. Cortesia Alexandre Lopes.

Alexandre Lopes na sala de aula. Foto de Carla Guarilha.

“Levou um bom tempo para conseguir o respeito pelo que eu faço, e acho que foi muito importante ganhar esse titulo, não só por mim mas, por todos os outros professores que trabalham na pré-escola”, diz Lopes emocionado.

Hoje aos 43 anos, o petropolitano é, agora, o porta-voz de educação de todo o condado de Miami-Dade. O próximo passo é o prêmio estadual com mais 71 concorrentes.  Se ganhar, entra como finalista ao prêmio nacional, que será anunciado no inicio de 2013.

Seu programa de inclusão é composto de dois grupos diários de 12 crianças, de 3 a 5 anos – um de manhã e outro no inicio da tarde. Em cada grupo, há oito que exibem desenvolvimento regular da idade e quatro com algum tipo de desordem que compromete o desenvolvimento, como, por exemplo, o autismo.

“As crianças com autismo estão integradas a um ambiente onde elas tem a capacidade de interagir socialmente com crianças fora do espectro autista”, diz ele. “É uma sala de aula normal, onde temos alunos com autismo e alunos sem autismo.  Não são diferenciados em absolutamente nada”.

Lopes com um dos alunos. Foto de Carla Guarilha.

Numa rotina extremamente bem estruturada, Lopes, apaixonado pela música – e um estudioso de piano desde cedo, usa a sonoridade e a melodia como técnicas de ensino – na comunicação, compreensão e aprendizado de palavras e respeito mútuo.

Na hora que entram na sala de aula, as crianças dão as mãos e formam uma roda, cantando, “we are glad you are here.  Hello to you and me” (“estamos felizes por estarem aqui. Olá para você e para mim”), fazendo com que todos se sintam bem-vindos e unidos.  Lopes usa tambores e canções para ensinar conceitos, como tolerância e o controle emocional: “When you are mad, take a deep breath and relax” (“quando está bravo, respira fundo e relaxa”).  (Veja vídeo no fim da coluna.)

“O que enfatizamos aqui, que de repente não é tão enfatizado em outras salas de aula, — mas que na minha opinião deveria ser enfatizado em todos os lugares — é o ensino da interação social: como lidar com uma pessoa, pegar sua atenção, olhar no olho daquela pessoa, chamá-la pelo nome”, diz o petropolitano, que atribui parte do seu sucesso ao fato de ser brasileiro – não só pela sua musicalidade mas pela forma que se relaciona com as pessoas.

Foto de Carla Guarilha.

“Eu acho que faço com que cada um se sinta especial, e isso é importante”, diz ele.  “Eu acho que o brasileiro tem isso, quando quer, de realmente mostrar ao mundo do que ele é capaz”.

Lopes nunca se imaginou trabalhando na área de educação.  Nascido e criado em Petrópolis, ele se formou em comunicação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e trabalhava em companhias aéreas.  Sempre gostou muito de viajar, e em 1995, se mudou para Miami.  Aqui, como comissário de bordo, na época pela United Airlines, fazia rotas para a América Latina e servia como intérprete de português e espanhol.  Com os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001, as companhias aéreas tiveram muitos problemas financeiros, e a United ofereceu um pacote de benefícios para quem se afastasse.  Lopes aceitou imediatamente, e retomou os estudos.  Validou em Miami seu diploma do Brasil e começou mestrado em “Educação Especial” na Universidade de Miami, com foco em crianças autistas, rumo a um trabalho sério que, está rendendo frutos.

DICA:  Alexandre adora correr ao ar livre e comer asinhas de frango no Wilton Wings em Fort Lauderdale, favorito dos locais.  Telefone: 954-462-9696.  Endereço: 1428 NE 4 Ave., Fort Lauderdale, FL  33304.

Assista ao video de Alexandre Lopes com um de seus grupos de inclusão:

Alexandre Lopes, brasileiro radicado em Miami, é escolhido melhor professor do ano de todo condado de Miami-Dade. from Chris Delboni on Vimeo.

Autor: Tags: , , ,

27 comentários | Comentar

  1. -273 Eliane Gomes 30/04/2013 19:33

    Parabéns!!!Parabéns!!!Parabéns!!! Que orgulho!!!Felicidades em seu trabalho.Vc sabe os motivos de nao se professor no Brasil.Triste,pois nossas criancas seriam beneficiadas com seu talento.Orgulho para o país,para a cidade de Petropolis,para o RJ.Uma notícia boa,no meio de tantas notícias tristes.Deus lhe proteja Alexandre Alves.

  2. -274 Kikis 28/04/2013 21:24

    Então… ele merece o prêmio, concordo, mas… era escusado de gabar-se que “UM BRASILEIRO” foi escolhido entre os 24 mil… etc etc, até pq, ele deixa bem claro que concorreu em pé de igualdade com todos os professores…
    Assim sendo, meu caro, ninguém escolheu brasileiro algum, escolheu um professor, apenas, que por sinal é brasileiro… :)

  3. -275 maria claudenir 28/04/2013 16:26

    CREIO QUE ESSE PROFESSOR CHEGOU AI POR SER BRASILEIRO , MAS PORQUE TEM NA ALMA A MARCA DE DEUS, QUE É OAMOR PELAS PESSOAS M, ESPECIALMENTE AQUELAS, QUE PRECISAM TANTO DE UM APOIO E DE AJUDA !!!! EU PENSO ASSIM……… FICO FELIZ , NAO PORELE SER BRASILEIRO, MAS PORQUE É UM SER HUMANO , TAO DISPONIVEL PARA AJUDAR !!!<3

  4. -276 Cristiane Barbosa 24/04/2013 21:08

    Sou mãe do Murilo de 10 anos que foi diagnosticado como autista alem de ter um cromossomo a mais o 15, achei interessante o metodos que ele aplica com as crianças especias, gostaria de saber se aqui no Brasil (São Paulo) existe algum lugar que trabalhe nesse mesmos metodos.
    Meu filho estuda em duas escolas a da Prefeitura e a especial chamada ACDEM onde lá existem proficional qualificados.
    Aproveitar para dar os parabéns para o Alexandre Lopes pelo seu trabalho, dedicação e carinho com seus alunos.

  5. -277 edson simões 23/04/2013 22:32

    Parabéns à voce Alexandre, você esta fazendo uma coisa linda,maravilhosa e muito humana mazs, eu concordo com o João Arthur Graf quando disse que os americanos aprendem a constituição na escola e, a praticam… muito ao contrário dos brasileiros que além de terem preguiça de ler a constituição, quando dão uma lidinha rápida não á praticam! É lamentável… e por essas e outras que este país sempre dá prejuízo à quem fica esperando o país do futuro… deitados em berço esplêndido… logo ficou pra depois…

  6. -278 leandro 22/04/2013 20:39

    São nove alunos por sala?

  7. -279 DENIZE PATRICIA DA SILVA EPAMINONDAS 21/04/2013 23:39

    Preciso saber como trabalhar os gritos de meu filho autista que tem 6 anos de idade Ele estuda em escola regular e faz o nível 5, mas não tem professor auxiliar(a escola é privada), o que devo fazer.

  8. -280 Rosana Silva 12/02/2013 3:19

    Sou fonoaudióloga, faço trabalho de inclusão e tutoria pioneiros em S.Paulo e no Brasil.Sou mãe de criança de inclusão, o que fez que eu me dedicasse exclusivamente a essa área e fiz pós graduação em Neuroeducação. Preciso urgentemente do email do prof. Alexandre pq estarei em Miami por 1 dia em 14 de fev. Meu tel é 971338600.Grata.

  9. -281 Maria José de Araújo Peixoto 29/01/2013 14:34

    Parabéns ilustre mestre. Você diz ter levado algum tempo para ser reconhecido. Aqui no Brasil se leva uma eternidade e o reconhecimento não chega. Aja paciência histõrica!

  10. -282 João Batista Alvess 22/01/2013 21:31

    Que maravilha ver um colega vencendo inúmeras barreiras mundo a fora e que tristeza ver inúmeros colegas desanimados aqui no Brasil. Aqui somos ridicularizados, não temos reconhecimento praticamente em setor nenhum da sociedade, basta ver o quanto os gestores municipais, estaduais e federal relegam o ensino e o trabalhador em segundo, terceiro…plano.Gostaria de parabenizar este professor pelo belo trabalho, pois em qualquer sala de aula do mundo que ele estiver, estará humanizando e mudando o destino do ser humano para melhor

  11. -283 SINOMAR MARIANO 17/01/2013 23:18

    PARABÉNS!!!!!!!!!!! ENQUANTO ISSO AQUI NO DISTRITO FEDERAL O GOVERNADOR AGNULO E SUA TRUPE INSTITUEM UM SISTEMA DE ENSINO ” EM CICLOS “. PASMEM! O FOCO DESSE MISERÁVEL SISTEMA É QUE NENHUM ALUNO PODE SER REPROVADO. OU SEJA A ESCOLA SE ” DOBRA AO ALUNO. É ASSIM QUE SE APAGA CHANCE DE UM PAÍS SER DE PRIMEIRO MUNDO

  12. -284 jorge luiz s. rego 17/01/2013 18:19

    Parabens professor, Alexandre e aos demais professores do Brasil e do mundo. É um exemplo que no Brasil tambem poderemos ter uma educaçao de qualidade. Só teremos que mudar um detalhe. Os politicos que pensam tão somente neles . Nunca fazem nada pelo Pais é tudo no ” toma lá da cá” .

  13. -285 Márcia Queiroz 19/10/2012 12:05

    Parabéns, parabéns a você Alexandre. Fiquei muito emocionada ao ler essa matéria, sou professora trabalho com surdos e ouvintes e acredito nos mesmos ideais que você. Todas as pessoas especialmente as crianças tem que serem tratadas como seres especiais. Um abraço e boa sorte na próxima etapa.

  14. -286 Lindomar Viana Santos 29/08/2012 12:32

    Parabéns Alexandre, voce merece ser a estrela a se destacar no momento. Sou Assistente, brasileira e sei o que é lutar fora de nosso pais , vivo em Portugal ha 20 anos. Fiquei muito feliz por voce.

  15. -287 Benidita Dutra de Morais Almeida 23/07/2012 11:33

    Recebi de uma amiga a valiosa matéria publicada do educador de verdade, o professor
    Alexandre Lopes, grande brasileiro que irá ficar na história mundial. Alex qdo vc usou a afirma
    tiva de que seus ensinamentos iriam perdurar por novas gerações, vc expressou sua segurança e amor p/ o q. faz. Fazer algo de bom por alguém é a grande prova de amor fraterno.Sou mãe de uma jovem com surdez profunda,sou professora (educ.especial), sei de
    q. vc. fala. Parabéns ! Fiquei feliz. Que vc tenha sempre Deus, o centro de sua vida.

  16. -288 percilia fernandes frança amorim 22/07/2012 20:10

    Meu nome é Percília. Sou pedagoga, psicóloga, especializada em psicopedagogia e mestre em saúde coletiva. Pelo rádio ouvi a notícia sobre o professor Alexandre, abri a internet para tentar encontrar a mesma notícia. Maravilhoso! Prabéns Professor Alexandre! Que Deus te ilumine a ajudar as crianças com dificuldades especiais. Pois, temos um sobrinho do meu marido, de 9 anos, com dislexia e síndrome de Írlen, hiperativo e com déficit de atenção. No interior não foi alfabetizado. Faz todos os tratamentos neuro/psi entre outros. A Família mudou-se para Belo Horizonte para que ele estude aqui e para que seja alfabetizado. Embora eu não seja da educação infantil, estou me esforçando, estudando muito para oferecer ao nosso sobrinho, Samuel, um ambiente alfabetizador em nossos encontros familiares. É realmente um desafio, mas quero muito ajudá-lo, estamos acreditando no ensino em BH, ele está matriculado em Escola Municipal, por sinal com excelentes professores, mesmo assim, estou me preparando para ajudar essa criança que amamos tanto. Diante disso professor Alexandre, voce teria alguma sugestão? Vou acompanhar vc, neste site, por favor, poderia me dar uma luz de como ajudar Samuel? Adquiri a cartilha da Assoc. Brasileira de Deslexia, estou estudando nela. Eternamente grata, Percília.

  17. -289 percilia fernandes frança amorim 22/07/2012 20:04

    Meu nome é Percília. Sou pedagoga, psicóloga, especializada em psicopedagogia e mestre em saúde coletiva. Pelo rádio ouvi a notícia sobre o professor Alexandre, abri a internet para tentar encontrar a mesma notícia. Maravilhoso! Prabéns Professor Alexandre! Que Deus te ilumine a ajudar as crianças com dificuldades especiais. Pois, temos um sobrinho do meu marido, de 9 anos, com dislexia e síndrome de Írlen, hiperativo e com déficit de atenção. No interior não foi alfabetizado. Faz todos os tratamentos neuro/psi entre outros. A Família mudou-se para Belo Horizonte para que ele estude aqui e para que seja alfabetizado. Embora eu não seja da educação infantil, estou me esforçando, estudando muito para oferecer ao nosso sobrinho, Samuel, um ambiente alfabetizador em nossos encontros familiares. É realmente um desafio, mas quero muito ajudá-lo, estamos acreditando no ensino em BH, ele está matriculado em Escola Municipal, por sinal com excelentes professores, mesmo assim, estou me preparando para ajudar essa criança que amamos tanto. Diante disso professor Alexandre, voce teria alguma sugestão? Vou acompanhar vc, neste site, por favor, poderia me dar uma luz de como ajudar Samuel? Adqui a cartilha da Assoc. Brasileira de Deslexia, estou estudando nela. Eternamente grata, Percília.

  18. -290 Deodato Gomes Costa 17/07/2012 17:48

    Como bem definiu Paulo Freire, Educação é realmente um ato de amor.Uma escolha desta tem muito haver com um salário bom, com poucas crianças na turma, com excelentes condições de trabalho(basta vermos as fotos), mas somado a tudo isto está a certeza de que é possível alcançar o coração de uma criança tendo como mediação o saber. Não nos invejemos, temos muitos Alexandres Lopes em nosso país, pena que se encontram totalmente invisíveis. Aqui como lá, mostrarão seu grande ato de amor a partir do momento em que o Estado e a Sociedade colocarem no pódio da vida estes construtores de gente. De qualquer foma congratulemos com o jovem professor Alexandre Lopes, pena que é lá, não é aqui.

  19. -291 ines 13/07/2012 13:19

    Parabéns professor Alexandre
    Você é um orgulho para os brasileiros
    Continue exercendo sua profissão com entusiasmo, paixão e sabedoria.
    bj

  20. -292 olavo da silva goiano 13/07/2012 12:22

    Estou grandemente agradecido a Deus pela vida e vitória do professor Alexandre Lopes, que com amor dedicação e competencia, eleva o nome do Brasil e do povo brasileiro.

    Que Deus continue abençoando o trabalho que o professor Alexandre Lopes realiza com as crianças.

    Olavo Goiano

  21. -293 nazaré maia 06/07/2012 13:28

    Parabéns ao professor alexandre, Que Deus cuide sempre do seu sucesso profissional.

    Maria de Nazaré de Oliveira Maia

    Rio Branco -Acre

  22. -294 nazaré maia 06/07/2012 13:24

    Parabéns Alexandre pelo seu sucesso, que Deus conceda a voce chegar ao topo da sua carreira profissional. Sou professora também, ja estou em fim de carreira. Que deus abençõe

    Maria de Nazaré de Oliveira Maia
    Rio Branco – Acre

  23. -295 Regina Pires 24/06/2012 18:16

    Parabéns pelo reconhecimento.

    Sua dedicação e determinação, não são novidades para nós. Continue sendo quem você é !

    Beijos….Abraços…

    Regina e Walter ( AA – RJ )

  24. -296 Henrique miranda 21/05/2012 0:08

    Esse garota e u. Orgulho!! Sorte dos americanos em terem ele por lá!!

  25. -297 Alessandra França 05/05/2012 17:03

    Parabéns ao professor Alexandre Lopes que uniu competência, amor e dedicação, transformando- o, em minha opinião, numa espécie de ” Pat Adams” da educação.

  26. -298 LIBERATO 05/05/2012 8:43

    Parabéns Alexandre, você é um grande exemplo de como se trabalhar com amor as coisas acontecem…

  27. -299 Ingrid Furtado 24/04/2012 20:38

    Oi Chris! Tudo bem?

    Tentei achar seu contato direto, mas nao consegui. Sou jornalista e gostaria muito de fazer contato com o professor, para uma matéria de educação. Vc tem o contato dele? Se tiver e puder, por favor, me encaminhe por email!

    Muito obrigada por sua atenção,

    Ingrid

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. Última
  8. ver todos os comentários

Os comentários do texto estão encerrados.