Publicidade

segunda-feira, 30 de abril de 2012 Arte & Cultura, Direto de Miami, Entrevistas, Miami, Sem categoria | 08:42

Fotógrafa recebe prêmio de Artes Visuais do “Oscar” da comunidade brasileira no exterior. A categoria, até então, era dominada por artistas plásticos.

Compartilhe: Twitter

Jade no estudio em sua casa. Foto de Carla Guarilha.

A fotógrafa Jade Matarazzo vai receber esta semana o prêmio “Brazilian International Press Awards 2012”, na categoria de Artes Visuais, até então dominada por artista plásticos.

Jade, a primeira fotografa a receber o prêmio desta categoria, se junta a outras estrelas como Romero Britto, Vick Muniz, Carmen Gusmão, Albery, Naza, Pedro Lázaro e Erick Vittorino.

“Sempre tem fotógrafos indicados nessa categoria, mas a Jade foi a primeira a vencer essa barreira”,  diz Carlos Borges, criador e presidente do Press Awards, que existe há 15 anos nos Estados Unidos, e em 2011, estreou também no Reino Unido e no Japão.

A premiação vem coroar a vida desta mulher apaixonada pela fotografia desde os 17 anos.

Fruto da tradicional família Matarazzo, em São Paulo, foi batizada pelos pais de Paola.  O encontro com a fotografia aconteceu por uma via transversa. Aos 16 anos, ela se apaixonou pelo mundo da patinação, quando passou no teste do “Holiday on Ice” em turnê pelo Brasil e fugiu com o grupo para Londres.  Foi localizada pela Interpol e seus pais a encaminharam para Suíça para uma escola de meninas.  Lá, ela  descobriu a fotografia.

“Sempre esperavam que eu me encaixasse em um certo molde, que é a família tradicional, não trabalhasse, tivesse filhos e casasse”, afirma.

Ficou um ano na Suíça, voltou ao Brasil, estudou, casou, se divorciou e, com 19 anos, veio para Miami. A fotografia, que era um hobby, virou paixão.

Mas, como Paola Matarazzo virou Jade Matarazzo?

A sua empresa se chama Jade Photoart.

“As pessoas ligavam e falavam, a Jade está?,” diz a fotógrafa, que aos poucos foi assumindo o nome da pedra preciosa que sempre adorou.

Atualmente, Jade está participando da exposição Eco Art na galeria ArtServe em Fort Lauderdale, perto de Miami, na Flórida, onde em outubro também expõe solo com 20 fotos de suas várias séries e vai lançar um livro com 70 páginas, 50 fotografias e um pouco da sua trajetória e história dessas imagens – uma publicação do Museu das Américas, que levará algumas de suas fotos para expor em maio, em Istambul.

Foto vai para exposição em Istambul. Cortesia Jade Matarazzo.

Jade tem hoje uma agenda profissional lotada e pessoal ainda mais.  Ela tem cinco filhos – entre 6 e 20 anos – e vive feliz com o marido Patrick Callahan, em Weston, cidade próxima de Miami.

Jade com o marido Patrick no jardim de sua casa. Foto de Carla Guarilha.

“Patrick ainda me tira o folego”, diz a fotógrafa, que aos 45 anos, tem acumulado um vasto acervo — desde fotos de concertos de músicos famosos como Mick Jagger à desabrigados, uma série, de imagens e histórias, que ela demorou cinco anos coletando pelo mundo.

Esse foi um dos trabalhos que teve maior repercussão profissional para Jade e, também, uma das séries que mais mexeu com ela.

“É uma imagem diferente que a gente vê através da lente,” diz ela, conhecida como uma artista eclética, que fotografa de uma flor à uma pessoa abandonada, passando fome, com a mesma naturalidade e sensibilidade.

“Acho que esse contraste do meu trabalho vem do meu leque de interesse”, conta Jade, que utiliza muito — através de sua lente fotográfica — o conceito filosófico tibetano, “Miksang”, que tem como princípio mostrar o que o olho nu nem sempre consegue enxergar.

“Sou um pouco introvertida.”, diz ela.   “A lente me ajuda a mostrar aquilo que talvez eu não estaria falando, tipo, ‘olha, você não percebe que tem isso, acorda.  Tem coisas acontecendo no mundo e vocês não estão vendo, não estão percebendo – tanto o belo quanto o não tão belo e o difícil”.

Serie "Compassion": Pai e filho em Los Angeles. Cortesia Jade Matarazzo.

E foi o conceito de “belo” que levou a outro de seus trabalhos favoritos.

Sessão especial no estúdio com Maria, que comemorava o fim do tratamento de um câncer. Cortesia Jade Matarazzo.

Tudo começou com uma cliente, Maria, que estava terminando o tratamento de um câncer.  Paola fez uma sessão de fotos que acabou em um livro deslumbrante para a cliente.  “Ela estava careca na época, bem pouquinho cabelo e sempre teve um cabelão enorme.  Foi uma experiência que mudou a vida dela, mudou a percepção dela com ela mesma”.

Jade se emocionou com o impacto do trabalho e, nos últimos três anos, já fotografou mais de 25 mulheres diagnosticadas com câncer.  Ela não cobra pela sessão, que normalmente custaria US$650, e nem pelo livro de fotos que dá de presente para cada uma dessas clientes.

“É uma recompensa pra mim”, diz a fotógrafa.  “A pessoa vai ter aquela imagem pra sempre.  Pode olhar e pensar, se eu me arrumar, eu fico assim, pôr um batonzinho, uma coisinha, eu sou assim.  É tão legal poder fazer essa diferença.”

E esse é o segredo do sucesso de Jade, que faz cada trabalho com paixão, sempre buscando fazer a diferença.

Ela diz que seu trabalho e suas séries muitas vezes refletem uma fase de sua vida, que no momento é de introspecção.

Paola, recentemente, perdeu o pai, seu melhor amigo, que, ela afirma, compreendia sua alma melhor do que ninguém.

“Estou me reinventando”, diz ela, que deixa uma dica para o fotógrafo principiante: “Experimentar todos os tipos de fotografia. Você pode se apaixonar por uma coisa e ser excelente naquilo ou pode se apaixonar por um leque de coisas e se sair bem em todas elas”.

Foto de Carla Guarilha

No video, Jade Matarazzo conta o segredo de seu sucesso e deixa um conselho para todos os fotógrafos, principalmente no inicio de carreira:

Fotógrafa paulistana recebe maior prêmio de brasileiros nos EUA from Chris Delboni on Vimeo.

Autor: Tags: , , , ,

17 comentários | Comentar

  1. 67 Eleonora Goretkin 08/05/2012 23:15

    Querida Paola,
    A entrevista ficou linda! Parabens pelo Press Awards e pelo seu trabalho com tanto talento e sensibilidade. O seu site e’ imperdivel , fotos emocionantes e encantadoras.
    Voce e’ maravilhosa e desejo sempre mais e mais sucesso pra voce!
    Beijos,
    Eleonora

  2. 66 maria tersa 04/05/2012 7:47

    Parabens, assim conhecemos mais um pouquinho de voce.
    Sempre correndo quando voce vem a S.Paulo ,
    Achei as fotos muito lindas mas essa eu conhecia algumas porque a Teresa nos mostra alguma coisa

    Beijos Pupa

  3. 65 Sean Stanley 03/05/2012 1:04

    Esse premio é dado só aos “tops”….. e vc com crtza é uma!!!!! So it goes without saying that you really deserved it. Amo seu trabalho e suas fotos, such a talented and gifted person you are! Parabens de mao cheia.

  4. 64 Hellô Campos 03/05/2012 0:07

    Super merecido o premio, Jade! Vc e’ maravilhosa no que faz e alem disso é um ser humano incrivel! Super orgulhosa de vc! Bjs,
    Hellô Campos

  5. 63 Cristina Oliveira 02/05/2012 21:40

    Querida, parabens pelo premio, eu tive o prazer e o privilegio de ser fotografada por vc, não tinha o diagnostico de cancer,, mas eu estava com depressão devido a uma separação de um relacionamento de 30 anos, um mal que corroe a alma. Me lembro de vc atras da sua lente dizendo: Cris esta linda…..olha ….essa é vc! E atraves das fotos pude resgatar a minha auto estima, e me redescobrir….foi tão legal que esqueci do meu casamento e comecei um relacionamento com um homem de 28 anos! O que mais posso relatar, só posso te agradecer publicamente e te dizer que esse premio não é só para a profissional, mas consagrou a tua sensibilidade. bjs CRISTINA

  6. 62 Patty Beller 02/05/2012 17:48

    Jade,
    Parabéns. Você merece este premio e o reconhecimento da humanidade

    por tudo o que você transmite atraves da tua obra.

    O seu trabalho e uma projeção do que você leva no coração!!!

  7. 61 Leila Dacosta 02/05/2012 15:07

    Parabéns!!!! Jade, pelo prêmio!

    Leila

  8. 60 moogie 02/05/2012 14:39

    Super talentosa, sou fã e me orgulho de a conhecer pessoalmente.
    Grande e merecida escolha para o Premio.

  9. 59 Maria Claudia Andrade 02/05/2012 14:37

    Premio muy merecido, para una persona de un carisma, una integridad, un corazon inmenso y sobre todo un grado de humanidad indescriptible que ha sabido luchar sin dejar a un lado el ser hija, madre y esposa.

  10. 58 Angela 02/05/2012 13:47

    MInha fotografa favorita… Feliz pelo reconhecimento do seu maravilhoso trabalho e visao artistica! Parabens pelo sucesso, minha grande amiga…

  11. 57 Thais 02/05/2012 13:08

    O premio é mais que merecido
    Ela tem um olhar fora de série ,tudo nas lentes dela fica mais bonito e original .
    Parebens pela entrevista e pelo premio

  12. 56 Andrea Felizardo 01/05/2012 14:14

    Otima materia. Premio merecido. Jade/Paola é uma daquelas mulheres que a gente não sabe se admira pelo profissionalismo e talento como fotógrafa, pelo seu rol de mãe de 5 filhos, por Diretora Artística do Brazilian Voices por anos e anos, enfim…é uma alegria ver seu trabalho divulgado em uma entrevista séria e bem feita. Parabéns pela iniciativa e minhas felicitaçoes `a premiada.

  13. 55 Eleonora 01/05/2012 13:12

    Jade querida, você é merecedora de todos os prêmios de fotografia possíveis! Parabéns por mais este reconhecimento na sua trajetória de tanto talento, paixão, sensibilidade e, acima de tudo, generosidade e humildade!!!! Um grande beijo, Leo

  14. 54 cleuza Egli 01/05/2012 1:14

    Querida

    Adorei a materia e o premio mais que merecido, parabnes
    bjs
    Cleuza

  15. 53 Vania 01/05/2012 0:52

    Belo trabalho, e que história de vida.
    Só que este prêmio ser comparado a Oscar.. passou longe. Já fui asistir a uma dessas cerimônias, e não perco mais meu tempo. Tudo muito amador..

  16. 52 elita 30/04/2012 21:37

    querida Jade, parabens, voce merece o premio que ira receber………..conheco o seu trabalho e o seu coracao e adoro os dois….bjsssssss Elita

  17. 51 rose 30/04/2012 12:30

    sempre amei fotigrafi,ja pensei en ser fotografa ñ sei por onde começar, seu trabalho e lindo, parabens, muito susseso. com carinro.

  1. ver todos os comentários

Os comentários do texto estão encerrados.