Publicidade

segunda-feira, 22 de abril de 2013 Direto de Miami, Educação, Entrevistas, Miami | 11:03

Direto de Miami Exclusivo: Professor do ano deixa aqui mensagem de inclusão, tolerância e otimismo

Compartilhe: Twitter

Por Chris Delboni | Coluna Direto de Miami @ http://diretodemiami.ig.com.br
Editora: Liliana Pinelli
Fotos: Carla Guarilha

O brasileiro Alexandre Lopes, Professor do Ano da Flórida, será recebido amanhã com todas as honras pelo presidente Barack Obama na Casa Branca, em Washington. Ele foi um de quatro finalistas do título de “Professor do Ano dos Estados Unidos”.  Infelizmente, não levou o prêmio. O título foi para Jeff Charbonneau, professor de química, física e engenharia no estado de Washington.

Mas seu caminho até aqui é uma grande vitória, e daqui para frente será ainda mais.

Alexandre agora vai terminar o doutorado e voltar para os seus alunos e ao programa de inclusão na sala de aula que o levou a essa trajetória de sucesso.

Alexandre agora deve voltar aos seus alunos e ao programa de inclusão que criou. Foto de Carla Guarilha.

Durante este ano que vestiu a “coroa” de Embaixador de Educação da Flórida, Alexandre deixou sua marca e o mais importante, conseguiu transmitir uma mensagem não só de inclusão na educação especial, mas de tolerância e aceitação de ideias – e principalmente, do convívio entre diferentes pessoas.

Sua voz ganhou força e ele espera poder transmitir sua visão ainda mais, aqui e no Brasil, através de palestras, de um blog e um livro que está escrevendo sobre sua vida, uma história de inspiração, motivação e superação.  Alexandre está negociando com algumas editoras para publicação em português e inglês.

Alexandre escorrega com seus alunos no "playground" da escola. Foto de Carla Guarilha.

Mas enquanto isso, antes de saber quem levaria o título nacional, Alexandre Lopes deixou aqui, com exclusividade para Direto de Miami, uma reflexão e mensagem direta aos professores, educadores e todos que torceram desde o início pelo sucesso desse brasileiro que trouxe, através de suas conquistas, a esperança para tantos imigrantes que lutam por uma vida digna fora de seu país.

Por Alexandre Lopes — Melhor Professor do Ano da Flórida
Miami, Flórida

Logo estarei sendo recebido pelo presidente dos Estados Unidos na Casa Branca. Sou um dos quatro finalistas ao título de Professor do Ano dos Estados Unidos. Lutei muito para chegar até aqui. Jamais esperei que o “aqui” tornar-se-ia a Casa Branca. Pensava, simplesmente, que o “aqui” seria um momento de auto-aceitação, um estado de felicidade e uma sensação de trabalho cumprido.

Alexandre Lopes com alguns de seus alunos na escola Carol City Elementary. Foto de Carla Guarilha.

No entanto, aqui estou: satisfeito, feliz, e prestes a apertar a mão do Presidente Barack Obama. Trabalho cumprido? Ainda não. Ainda tenho muito a fazer. Para falar a verdade, a sensação de trabalho cumprido só virá quando sentir-me digno de minha própria morte. Ainda não sou digno dela. Porém, um dia serei. E quando esse dia chegar, dormirei tranquilo, deixando para trás um mundo mais compreensivo, mais carinhoso e mais inclusivo.

Quando vejo o carinho e a compreensão que meus alunos têm uns com os outros, vejo que a inclusão é não somente possível como também saudável para todos. Meus alunos são brancos, negros e amarelos. Eles entram na escola falando inglês, espanhol, português ou outra língua ou dialeto. Eles vêm de famílias com estruturas diversas. Eles têm autismo ou não. Por mais variados que sejam, eles têm pelo menos uma coisa em comum: eu.

Com um de seus alunos. Foto de Carla Guarilha.

Cabe a mim implementar um programa onde, ao longo dos anos, meus alunos e eu aprendemos a confiar uns nos outros, a respeitar uns aos outros e a aceitar que tudo é possível. Juntos, aprendemos as matérias acadêmicas, aperfeiçoamos nossa motricidade fina e nossa integração sensorial, praticamos nossas técnica de relaxamento e implementamos o currículo social. Não importa quem somos: Todos seguimos em frente juntos.

Quero ver todos os meus alunos – sejam eles quem forem – atingirem o seu potencial – seja ele qual for – e assim, aos poucos, um a um, fazer com que nossa sociedade não só enxergue como também aceite o potencial máximo individual que todos temos.  Quando penso nas nossas diferenças, nas nossas deficiências, nos nossos preconceitos, pergunto-me até que ponto eles são “nossos”? Até que ponto nossas deficiências não são parcialmente socialmente construídas, e assim, nossas oportunidades, destruídas?  Será que nossas diferenças, sejam elas quais forem, não são geradas por normas sociais restritas e absolutas? Sinto-me, às vezes, inocente como meus alunos.  Porém, inocente ou não,  tento transmitir diariamente a visão de mundo na qual acredito: Se construíssemos nossa percepção social de uma maneira mais flexível e mais compreensiva, seríamos menos preconceituosos, mais cheios de compaixão, mais livres e, consequentemente, mais  felizes.

Alexandre Lopes canta com as crianças. Foto de Carla Guarilha.

Acho que ganhei o titulo de Melhor Professor da Flórida não só pelo meu preparo e capacidade profissional como também por essa minha inocência e determinação de transformar o mundo, pessoa por pessoa, criando em cada uma delas um pouquinho mais de tolerância.

E agora, seja qual for o nome pronunciado pelo Presidente Obama hoje, continuarei buscando essa meta e, através dela, a felicidade: a minha, a de meus alunos, a das pessoas ao meu redor e a da sociedade com a qual sonho e na qual acredito.

Sinto-me privilegiado de ter chegado até aqui e conseguido, nessa jornada dos últimos meses, transmitir minha visão de vida e de mundo. Continuarei sempre lutando pelo meu ideal de uma sociedade mais justa, mais compreensível, mais flexível e mais inclusiva.

O desejo de aproximar-me cada vez mais desse ideal é muito maior do que minha ambição por qualquer premiação.  Ele só não é maior do que o carinho e a gratidão que sinto pelas adoráveis crianças de três, quatro e cinco anos de idade que dia após dia reforçam o meu desejo de tornar-me uma pessoa melhor e mostram-me a beleza de uma diversidade cultural, social e humana.

A vida nem sempre é justa. Porém, ela é bela e merece ser bem vivida.  Todos nós merecemos um lugar no sol.  Só nos resta aprender a brilhar juntos.

Para acompanhar os próximos passos do professor Alexandre Lopes, visite sua página no Facebook.

Neste vídeo logo após ter sido selecionado como finalista ao título nacional, Alexandre Lopes reflete sobre sua filosofia e missão de vida e conta o que o levou ao título de “Melhor Professor do Ano da Flórida”.

Alexandre Lopes é finalista para Melhor Professor do Ano dos Estados Unidos em 2013 from Chris Delboni on Vimeo.

Veja aqui a primeira reportagem quando Alexandre Lopes ganhou o prêmio de Melhor Professor do Ano do Condado de Miami Dade e assista ao vídeo:

Alexandre Lopes, brasileiro radicado em Miami, é escolhido melhor professor do ano de todo condado de Miami-Dade. from Chris Delboni on Vimeo.

Autor: Tags: , , , , ,

27 comentários | Comentar

  1. -23 marcio santos 08/05/2013 0:29

    Maravilha é saber dessa sua intenção de pelo menos tentar com garra, tornar o mundo mais tolerante, nessa inocência prudente e heroicaintenção que rompe barreiras. Você com certeza é um cara abençoado, não por ter ido a casa branca apertar a mão de um presidente, mas por ser essa pessoa, humana, capaz, um verdadeiro EDUCADOR. É um privilegio ser professor tendo alguem como vc servindo de espelho. Parabéns e espero ter a oportunidade, satisfação e privilegio de conhece-lo um dia, obrigado por nos encher de orgulho com essa brilhante trajetória.

  2. -24 dani 25/04/2013 22:27

    Parabéns professor!! Também faço parte deste mundo de sorrisos e abraços sinceros e agradeço a Deus por isso, nossos pequeninos brasileiros adorariam encontrar profissionais como vc. Que bom seria se existissem milhões como vc,

  3. -25 dani 25/04/2013 22:16

    Parabéns professor! Concordo plenamente com vc,quando entendemos o universo das crianças compreendemos a sinceridade, o amor e o prazer de aprender, aqui no Brasil nossos pequeninos também sonham com profissionais como vc. Faço parte deste mundo de sorrisos e abraços sinceros e agradeço a Deus por isso. Pessoas como vc deveriam vir milhões….

  4. -26 Vicente 24/04/2013 17:37

    Parabéns professor. Se você chegou lá e porque fez por onde. Aqui em São Paulo temos que se virar com 40 alunos em sala de aula incluso os especiais. Quanto a infraestrutura, material de apoio e etc. prefiro nem comentar.

  5. -27 Lucila 24/04/2013 11:11

    Que bom que fora do Brasil, os professores são valorizados. Aqui também existem inumeros professores heróis, mal remunerados, desrespeitados e anônimos.

  6. -28 Lucila 24/04/2013 11:05

    No Brasil existem muitos heróis como ele, mas aqui são desvalorizados e anônimos.

  7. -29 silvia 23/04/2013 22:48

    Parabens !Fico muito feliz com sua premiação, mas ao mesmo tempo triste, pois o nosso governo não prepara professors para esta atitude de cidadania, a começar pelos salarios que desanimam qualquer professor, que tenha este dom, pelo contrario , só fazem propaganda na tv de inclusão, quando na realidade é uma maquiagem política.
    Gostaria muitissimo que viesse ao Brasil dar Palestras aos ministros,secretarios de educação etc…
    Sucesso! no nosso curacao, o Sr. já é o numero 1.

  8. -30 AROLDO CAMATTARI 23/04/2013 11:38

    PARABÉÉÉÉNNNNSSSS, ALEXANDRE LOPES !!! NÃO É QUALQUER BRASILEIRO QUE CHEGA AÍ E TEM UMA TRAJETÓRIA “BRILHANTE” IGUAL A VOCÊ. O PRÊMIO NÃO FOI SEU PORQUE VOCÊ JÁ É O PRÓPRIO “PRÊMIO” !!! CONTINUE ARRASANDO ASSIM !!!

  9. -31 janete mauricio de mello 23/04/2013 10:28

    A palavra é uma só ( QUERER), quando não se quer o ser humano coloca obstáculo em tudo, nos Estados Unidos o preconceito é muito maior do que aqui no Brasil, mesmo com um salário digno, com certeza ele enfrenta muitas dificuldades que não é fácil, ele está fazendo um trabalho lindo. Parabéns professor Deus continue iluminando a seu caminho, tudo isso é seu merecimento.

  10. -32 Francisco Carlos Salvadori 23/04/2013 9:51

    parabéns ao Professor Alexandre Lopes, sugiro que o governo crie algum cargo para este , professor como Embaixador da educação brasileira, e que seja ouvido em todos os grandes projetos do Ministério da Educação, já que não sabemos reconhecer nossos talentos aqui,vamos ter a humildade de vê-los reconhecidos em um país que valoriza seus educadores.

  11. -33 lucinéia 23/04/2013 9:50

    parabens pelo trabalho maravilhoso,esse professor merece todo reconhecimento e com cereteza ele já tem;só gostaria que o Brasil tambem soubesse reconhecer e valorizar mais os seus professores,pude reparar a sala de aula e os recursos que ele tem disponiveis para realizar os trabalhos,sem contar o numero de alunos que é bem menor;assim dá certo a inclusão,aqui no Brasil tem salas de maternal com 34 alunos e a maioria delas com alunos de inclusão,como desenvolver um bom trabalho nestas condições?infelismente não temos tantos motivos para comemorar.

  12. -34 ecio costa 23/04/2013 9:42

    ah se o governo brasileiro dessa a mesma condição para nossos alunos, nos temos professores aqui muito bons , o que falta e restruturação do ensino publico no pais, falta vontade dos governantes,,,,,,,,,,,o professor faz sua parte, mas com pouca condições de trabalhar……mas pensar nissso…….

  13. -35 CIBELLE 23/04/2013 9:39

    PARABÉNS É MUITO EMOCIONANTE VER O RESULTADO DO SEU TRABALHO E ESFORÇO E A SUA PERCEPÇÃO SOBRE O SOCIAL, VOCE MERECE, ABRAÇOS!!!

  14. -36 Alexandre MIguel 23/04/2013 9:15

    É algo magnifico quando se consegue uma vitória como esta que é resultado de um trabalho longo, árduo e persiste, que demonstra o quanto podemos ir além, pois, Deus nos capacitou e nos prepara para superar os desafios que a vida nos prega. Sucesso Professor que o senhor seja exemplo para nos todos brasileiros, cujo podemos transformar este País.

  15. -37 Renato 23/04/2013 9:08

    Em pouquíssimas vezes me orgulho de ser brasileiro, e agora de ser professor, vi a reportagem no Fantástico, e gostei do que vi, principalmente o reconhecimento que infelizmente vem de fora para um brasileiro. Vá em frente Alexandre, você merece esse reconhecimento.

  16. -38 Rosana Maria Germoglio T. de Carvalho 23/04/2013 7:49

    Olá! Sou professora e psicopedagoga de uma sala para crianças especiais ,trabalho pela prefeitura desta cidade de João Pesoa e fiquei muito feliz por ver que desnpenhas uma grande missão como educador ,que Deus te ilumine agora e sempre !!!! Abraços amigo !!!!1

    Atenciosamente Rosana .

  17. -39 Malu 23/04/2013 3:56

    Que trabalho lindo que esse professor faz. Que ser humano determinado e iluminado. Pena que aqui, sua terra natal, jamais poderia desenvolver um trabalho táo lindo.
    Parabens Brasileiro!

  18. -40 Jean Carlos 22/04/2013 23:46

    Com certeza o trabalho é de excelência, não só pela forma como é trabalhado mas também pela dedicação e formação do professor que é digno de todos os méritos. Porém não vamos ser tão ingênuos se compararmos as condições de trabalho deste professor com a realidade brasileira, principalmente no estado e na cidade de São Paulo, redes de educação da qual faço parte. Tanto no estado quanto no município temos excelentes profissionais que trabalham com afinco no dia-a-dia na sala de aula, mas infelizmente as condições de trabalho são desestimuladoras em todos os sentidos; ainda mais qdo se trabalho com alunos de inclusão onde em muitas escolas nem cuidadores temos e alunos de inclusão são literalmente jogados em sala de aula sem as mínimas condições de aprendizagem. Como trabalhar com alunos de inclusão em uma sala de aula com 40 alunos? O aluno de inclusão precisa de dedicação quase que exclusiva do professor; enquanto vivermos a hipocrisia da inclusão neste país e a educação e consequentemente a escola ser vista apenas como um depósito de crianças nada vai mudar mesmo. É preciso a comunidade tomar consciência de que educação não é só deixar seu filho na escola e virar as costas, ou só ir reclamar quando lhes convém… É preciso participar, cobrar, fiscalizar e acima de tudo respeitar os protagonistas da educação.

  19. -41 Maria Aparecida Coutinho Maciel 22/04/2013 23:27

    muito linda essa dedicação por uma causa muito importante como essa , Que Deus abençoe e te recompense com todas as bençãos que você merece.

  20. -42 Edson Vander 22/04/2013 23:19

    Parabéns ao professor! Que sirva de exemplo para todos os profissionais do Brasil. Realmente tenho que concordar com o comentário feito por negrini.

  21. -43 fabiana dias 22/04/2013 23:11

    Parabens, Professor Alexandre.

    Para mim o senhor levou com todo o merito o premio. Como mae de autista, brasileira e nordestina sei a importancia de termos um dia um mestre com tanta ternura e talento para ajudar nossas criancas autistas.
    Continue e que Deus o proteja cada vez mais.
    Muito e muito sucesso.

  22. -44 Savio 22/04/2013 22:22

    Como Professor Universitário sinto-me orgulhoso por saber que um colega como Alexandre superou seus limites com dedicação exemplar a seus alunos. Esse é o verdadeiro educador.

  23. -45 Kinnara 22/04/2013 22:19

    Parabéns! Vc é um incentivo pra mim!

  24. -46 Paulo César 22/04/2013 21:34

    Parabéns. Emocionante e entusiasta. Quem ama o que faz, é melhor.

  25. -47 LUCIA LORA 22/04/2013 21:33

    PARABENS ALEXANDRE POR VOCE SER QUEM VOCE E. UMA PESSOA MARAVILHOSA QUE MERECEU CHEGAR ONDE CHEGOU. DURANTE TODA SUA VIDA, LEVOU TUDO A SERIO. PARABENS TAMBEM POR TUDO QUE VOCE ESCREVEU, EU AMEI. BEIJOS EU TE AMO E TE ADMIRO MUITO.

  26. -48 claudia aparecida da silva 22/04/2013 21:19

    Parabéns pra você Alexandre Lopes. Aqui no Brasil os professores do Estado de São Paulo estão em greve. E AQUI em Bragança Paulista, no município estamos lutando por salário digno e respeito a nossa profissão. Enfim Consciências Mil tudo a ver com você !!!
    CLaudia

  27. -49 pedro 22/04/2013 19:51

    Parabéns, primo, e logo tem que vir aqui no Brasil dar um abraço na Dilminha,,,,,,,,,,,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última
  5. ver todos os comentários

Os comentários do texto estão encerrados.